segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Grande Prémio Fim da Europa 2015

Aí estava ela! A minha prova favorita aqui em Portugal e ainda por cima num dia de sol tão bom que permitia ver toda a paisagem envolvente durante a corrida.

Ora, mas ainda antes de descrever a prova em si umas pequenas palavras sobre a semana e as horas que antecederam a mesma.

Depois de mais uma semana a carregar nos quilómetros metidos em treino (onde num dos treinos em que estava em a correr em modo automático às 6 da manhã e no meio do mato onde eu corro vejo um cão a saltar para cima de mim sem qualquer aviso, levando-me a dar um berro tipo filme assustador e uns berros para o raio do bicho se ir embora) as ordens eram para fazer esta prova em ritmo de treino sem forçar porque o que interessa vem lá mais para a frente e não vale a pena andar a estragar tudo em apenas um dia...

Antes da prova estava a fazer com o aquecimento com o meu púpilo João Jorge (Brilhante 5º lugar! Parabéns puto!) quando aparece o Vítor Oliveira (outra vez uma prova fantástica!) e o Ricardo Cabo (excelente!), tudo malta do Strava e dos blogues e lá fomos nós rolar devagarinho para fazer um aquecimento meio manhoso antes da prova.

Sabendo que a prova era para fazer a ritmo de treino e sem forçar sabia que ia perder imenso tempo em tudo o que não fosse a subir a sério daqui que não fosse com nenhuma ambição em termos de tempo, nem classificação. Dado o tiro de partida lá seguiu o pelotão e nos 3 kms iniciais engatei no ritmo e fui por ali fora na companhia da Sandra Teixeira que acabaria por vencer a prova feminina. Assim que se meteu a zona mais ou menos plana ela seguiu e eu deixei-me ir no ritmo estipulado. Daí até aos 7 km foi ver toda a gente a passar por mim. Custou-me não poder andar mais, mas tive de meter a calma.

Aos 7 km passou por mim um antigo colega do futebol (Bruno Luís) e decidi fazer-lhe companhia e ajudá-lo a subir até aos 10 km para depois fazer de lebre na descida final. Sei que algures a meio da subida e com uns palavrões à mistura ele achou estranho eu estar a subir sem transpirar e com a respiração normal. Depois de ele insistir comigo para não ficar à espera dele na rampa mais complicada quis fazer uma pequena aceleração para ver como estavam a reagir as pernas às subida e foi fazer um pique até acabar a subida e começar a transição para a descida. Depois de esperar que o Bruno se viesse novamente ter comigo na descida era alturar de treinar algo que sei que não é a minha especialidade e que desde a minha ida para o Canadá tenho tentado melhorar, especialmente através de exercícios de flexibilidade e técnica: as descidas.

Como parte do treino envolvia forçar um pouco na descida final lá aumentei o ritmo e aí sim fui buscar muita gente que tinha passado por mim. Basta ver que passei aos 5 km em 66º, aos 10 km em 75º e no final cortei a meta em 44º, com o tempo de 1:10:28.
Se calhar já é altura de fazer esta barba!
No final estava soltinho, sinal que as pernas, após 7 meses sem verem uma subida decente no Canadá, estão a responder bem à mudança de ambiente. Custou-me não poder ter feito a prova em ritmo livre, pois do modo como me estava a sentir era capaz de ter saído qualquer coisa de jeito. Mas enfim, para o ano há mais! Além disso, este ano tive tempo para olhar para tudo em meio redor e o tempo ajudou bastante!

E pronto agora é continuar a treinar que no fim de Fevereiro vem a primeira prova a sério! A ver se escrevo qualquer coisa nos entretantos para não deixar o blogue parado e sem vida :)

Até à próxima, bons treinos e melhores corridas!


sábado, 17 de janeiro de 2015

Sorteio de kit para a Corrida Fim da Europa com transporte no final

Pois é, vou sortear um kit para a Corrida Fim da Europa a realizar no dia 25 de Janeira e com partida às 10 horas. O kit inclui ainda a possibilidade de transporte da meta para Sintra.

A razão para fazer este sorteio deve-se ao facto de o meu pai estar inscrito e não poder participar. Parece que é um caso chamado de PDI, onde lhe dói aqui num dia e ali no dia seguinte.

Depois de pensar um pouco e tentar perceber qual a melhor maneira de fazer este sorteio (isto supondo que alguém que leia este blog queira participar e não tenha feito inscrição) decidi que ia incluir 2 coisas distintas: uma pergunta sobre a minha pessoa relacionada com corridas (claro está) e a construção de uma frase com a utilização de palavras obrigatórias. Eu sei que é muito cliché mas já tenho muito em que pensar durante o trabalho :)

O vencedor do concurso será aquele que acertar na pergunta ou, de modo equivalente, aquele que tiver o menor erro em relação à resposta correcta e simultaneamente escreva uma frase com as palavras obrigatórias.

A pergunta é a seguinte:

- A minha primeira prova de meia-maratona foi  na meia-maratona de Portugal. Qual foi o meu tempo?

A frase que deve acompanhar a resposta à pergunta tem de conter as seguintes expressões "Fim da Europa" e "corridas do João".

As respostas deverão ser enviadas para o email corridasdojoao@gmail.com e eu irei responder a todas as pessoas dizendo que recebi a participação. O concurso ficará aberto até quarta-feira à noite e na quinta anunciarei o vencedor :)

Se souberem de alguém que queira um dorsal é dizer para virem concorrer :)

Até quinta, bons treinos e melhores corridas.


segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Estafeta dos Reis - E quando 2 blogues decidem correr juntos?

Pois é, e quando 2 blogues (ou melhor os bloguistas) decidem fazer uma equipa de estafetas? Isto é só para abrir o apetite, já lá vamos ver como correu :)

Depois de uma semana com muita carga em cima e em que recomecei os treinos de força depois de um mês sem os fazer (resultado 2 dias em me conseguir baixar como deve de ser...) fui para mais uma prova de preparação desta feita por equipas na nova "Estafeta dos Reis".

As equipas eram compostas por 3 atletas, sendo que o primeiro fazia um percurso de 8 km, o segundo uma volta de 4 km, o 3º outra volta de 4 km e no fim a equipa toda tinha de dar uma volta de 4 km, sendo que o tempo final seria quando o último atleta passasse pela linha de meta.

O meu pupilo (e habitual companheiro de treinos) João Jorge queria ir fazer esta prova e disse-lhe que eu o acompanhava. Como o objectivo era fazer um treino rápido queria ver se arranjava outro elemento forte e ver se dava para fazer uma boa classificação geral. Decidi desafiar aquelequegostadecorrer a juntar-se a nós e lá fomos nós formar a equipa dos "Reis Magos". Depois de combinarmos ficou decido que o Vitor faria o 1º percurso, o João o 2º e eu o 3º.
Eu e o João (Foto de Amantes da Corrida)
No domingo de manhã lá nos encontrámos e fizemos as primeiras apresentações lá foi o Vitor aquecer para dar início à sua prova. Após ter terminado a sua 1ª volta comecei a fazer o meu aquecimento para me preparar para quando fosse a minha vez de correr. Sentia as pernas muito pesadas, mas pronto isso faz parte dos treinos...

Quando vejo o João a entrar na pista vou para a zona de transição e assim que me passa o testemunho lá arranquei em modo contra-relógio. O problema aqui era não ter ninguém nem a marcar passo nem como referência, pois a 1ª equipa tinha um pouco mais de 1 minuto de avanço e a segundo vinha cerca de 1 minuto atrás. Por este motivo foi carregar no pedal e ver o que ia ter para dar na 2ª volta.

O circuito era feito meio em calçada, meio em estrada e com uma volta parcial à pista de atletismo Professor Moniz Pereira. Na passagem aos 2 km (quando damos a volta) vi que a distância quer para a 1ª quer para a 3ª equipa se mantinha mais ou menos igual. O problema foi que a 2ª metade da prova era feita contra o vento o que não é nada agradável de se fazer sozinho. Ainda assim a 1ª volta não foi assim tão má quanto isso.

Quando cheguei à meta já lá estava o resto da equipa à espera e lá arrancámos todos juntos. Os 2 rapazes estavam cheios de pressa e eu estava a ver que se ia embora sem mim... Acabou por não acontecer.

Assim que apareceu a primeira subida na 2ª volta vi que não ia ser nada bonito o resto da corrida. As pernas estavam a ficar cada vez mais pesadas e o 2º km foi quase a ritmo de caracol. O que me valeu é que os rapazes fizeram comboio e me rebocaram por ali acima sem me deixarem ficar sozinho. Na entrada para os últimos 2 km continuávamos com cerca de 1 minuto de avanço para a 3ª equipa daí só termos de gerir o esforço para manter a posição.
Estávamos bem sincronizados até. Vale a pena minha cara de sofrimento :) (Foto de A Minha Corrida)
Assim foi e acabámos por entrar na pista à vontade e com tempo para nos dispormos em fila para passarmos a meta todos juntos.
Tudo a sorrir que o 2º lugar é nosso! (Foto de Correr Lisboa)
Acabámos a prova de 20 km em 1:10:01. Quando a mim fiz o meu 1º percurso em 14:18 e o 2º em 14:52, o que só mostra a falta de pernas na 2ª metade da prova. Mas pronto, foi um bom teste :)

No final tivemos direito a ir ao pódio e a receber uma taça. Esta acabou por ficar com o Vitor pois perdi a jogar o "par ou ímpar com ele". Fica para o ano.
Tudo a pousar para a foto (Foto de Correr Lisboa)
E pronto, quanto à pergunta do título podemos dizer que correu (podemos usar aqui o trocadilho) tudo bem quando 2 blogues se juntaram para ir correr.

Agora é continuar a treinar que vêm aí mais provas.

Até à próxima, bons treinos e melhores corridas.

PS: no próximo fim-de-semana irei sortear um dorsal para a corrida Fim da Europa no dia 25 de Janeiro. Ainda estou a pensar como fazer isso. Por isso, estejam atentos ;)

sábado, 3 de janeiro de 2015

São Silvestre dos Olivais - Para fechar bem o ano

Depois de regressar aos treinos na última semana e meia e ainda a fazer fisioterapia para debelar completamente o problema no pé fui fazer uma prova de preparação na São Silvestre dos Olivais pela 1ª vez.
Não encontrei uma única foto minha, por isso aqui vai disto.
Depois de apanhar boleia com o meu novo treinador, Carlos, e com um amigo dele (Deolindo) lá fomos nós levantar os dorsais. Estávamos com a ideia que a prova seria às 21:30, daí termos estranho que às 20:30 já quase não houvesse ninguém ao pé de nós. Foi dar uma corrida até ao carro, vestir, meter o dorsal e fazer um aquecimento muito manhoso e colocar-me na partida. Nesta altura parecia que os meus pés se tinham transformado em pedra tal o frio que sentia. Ninguém diria que andei a treinar com temperaturas bastante negativas em Novembro e parte de Dezembro...

Não ia com grandes objectivos para esta prova, apenas queria ver como o meu pé respondia a andamentos mais rápidos e tendo em conta que toda a minha preparação feita no Canadá era à base de muito percurso plano ao contrário desta prova (muita subida mesmo) queria ver se não quebrava muito depois dos 6 km. A oportunidade de queimar uma pequena parte das muitas calorias ingeridas nas últimas semana era também um bom incentivo :)

Depois de uma saída atribulada - já não estava habituado ao magote de gente que vai para a frente da corrida e depois vai a passo... - com medo de tropeçar em alguém lá me colei a um grupo que encontrou espaço para ir furando pelo meio das pessoas.

Após as primeiras centenas de metros a descer surgiu a primeira subidinha. Cerca de 1 km a subir ali pela zona a que se seguiu nova descida com alguns planos e pequenas subidas. Um pouco antes dos 5 km começa novamente a subir e aí sim é que foram elas.

Nesta altura já não tinham ninguém ao pé de mim e tive de fazer a subida quase sempre sozinho (ainda apanhei 2 atletas que acabaram por ficar para trás). Aqui é que foram elas. Os cerca de 3 (!) km sempre a subir gradualmente deram imenso trabalho. Apesar de não ter perdido muitos metros para atletas que estavam à minha frente também não ganhei. Não foi terrível vá.

Depois de terminada esta longa subida eram cerca de 1.5 km a carregar a descer até à meta. Ora com a minha excelente técnica a descer conseguir perder cerca de 50 metros em menos de 1 minuto para um atleta que acabou a subida ao meu lado. Péssimo isto, apesar de já ter sido muito pior...

Neste último segmento ainda consegui perder mais 2 lugares, pois quando chegou o plano para atingir a meta ainda me aproximei mas a distância era suficiente para não os conseguir ultrapassar.

Acabei a prova de cerca de 9 km com o tempo de 32:29, o que até é melhor do que eu estava à espera antes do início da corrida. Em termos classificativos deu para ficar em 19º do meu escalão e em 51º da geral. Mais detalhes da prova estão no Garmin e no Strava.

E agora ficam alguns dados estatísticos sobre este ano de 2014:

- 292 treinos em 308 dias sem problemas físicos
- 22 provas
- 22.48 km de subidas
- 237 horas e 50 minutos a correr
- 3163 km de corrida

Parece-me bem. Para o ano é trabalhar para continuar a melhorar :)

Votos de um excelente 2015 com bons treinos e melhores provas!