segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Columbus Hungry Turkey Half Marathon

Neste domingo que passou foi mais um dia de pôr pernas à prova. A prova era a meia maratona que se realiza em Columbus após o dia de acção de graças.

Andava com esta na mira e preparei-me para ela. Antes do dia da prova fui ver como chegar à partida de autocarro de modo a ir não ter de me cansar desnecessariamente de bicicleta. Ora chega o dia da prova e perco não um mas dois autocarros! Lá tive de dar corda aos pedais para chegar à meta antes da hora de partida.

5 minutos para tentar desentorpecer as pernas e estava na hora de ir dar no osso. Partida dada e forma-se um grupo de 7 ou 8 atletas na frente da corrida. Lá fomos seguindo juntos e variando quem ia na frente a puxar. Com o decorrer dos km o grupo começou a encolher até que já ficámos apenas 5 na frente.

A prova não era propriamente difícil, mas tinha muitas secções de sobe e desce curto que são sempre chatas para manter um ritmo constante e na maior parte do percurso o vento apanha-nos de frente. Até aos 5 kms apesar de estar solto sentia as pernas mais presas do que o desejado (andar de bicicleta antes de correr faz-me isto), mas lá me ia arranjando.

Entre os 8 e os 12 km tive uma ligeira quebra, cerca de 3/4 segundos por km que bastaram para ficar em terra de ninguém com 3 atletas na minha frente. Depois dos 12 km foi como se a quebra tivesse desaparecido e estava novamente "como novo".

A prova ia continuando a diferença para os da frente ficou estabilizada naqueles poucos segundos. Nos últimos 3 km tentei forçar um pouco o andamento mas já não havia pernas para mais.

A meta estava cada vez mais próxima e restava-me tentar dar o máximo para ver se consegui fazer um novo recorde pessoal na distância. Acabei por chegar ao fim com 1:19:04 o que dava um ritmo médio de 3:45 / km e novo recorde pessoal à meia maratona. Em termos de classificação deu para quarto da geral e segundo no escalão.

Não fosse ter gasto energias desnecessárias na ida de bicicleta e acho que ainda era capaz de tirar mais uns valentes segundos... Mas, pronto, no próximo sábado irei tentar vingar-me num percurso semelhante.

Desde o início da época já fiz 3 meias maratonas e a progressão tem sido evidente: 1:30:32, 1:24:19 e agora 1:19:04. Pelo menos o planeamento dos treino parece a andar correr bem. Não tenho abusado em quilometragem excessiva, regra geral faço um dia de descanso por semana e os treinos de pista tem sido com aposta mais no volume do que propriamente na velocidade. Vamos a ver onde isto pode chegar!

Até à próxima, bons treinos e melhores corridas! :)

6 comentários:

  1. Muitos parabéns pelo fantástico record abaixo dos 80 minutos!!!
    Grande progressão!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Parabéns João! O trabalho a dar frutos!

    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Vitor! Este ano tem sido treinar com um bocado mais de cabecinha. Parecendo que não ajuda ahah

      Eliminar
  3. Tens que me arranjar uma bicicleta dessas para ver se eu também baixo da 1:30.

    ResponderEliminar