quarta-feira, 15 de julho de 2015

II Milha Urbana da Abrunheira

Depois do muito cansaço acumulado nas últimas duas semanas com claro decréscimo no rendimento evidenciado nas provas em que participei, a semana que passou foi literamente de recuperação dos indíces físicos para o que falta da época.

E nada melhor que ver o efeito dessa semana de recuperação numa prova rápido como é o caso da milha, apesar de estar longe de ser a minha preferida.

Depois de um aquecimento da companhia do meu púpilo Jota Jota fomos fazer o reconhecimento do percurso. Apesar de não ter subidas muito acentuadas a primeira metade era feita ligeiramente a subir e no domingo estava a soprar um vento muito forte de frente até ao retorno para a meta.

A estratégia passaria por ir o mais abrigado possível até à viragem e depois era ver o que havia para dar.

Depois de estarmos na meta era altura de dar corda ao pedal. Tiro de partida dado e início muito forte da prova logo de início. Os primeiros 200 metros foram quase em sprint até o grupo da frente estabilizar para velocidades mais decentes para este tipo de prova.

Aproveitando o comboio fui-me ganhando algumas posições até à altura do retorno à meta onde deixava de se sentir o vento. Depois de ter sido lançado durante 1 km pelo Jota forcei um pouco mais o andamento para o que restava da prova e estava em discussão para fazer top 4 na prova.
Início da prova (Foto de Montes Saloios)
Nos últimos 200 metros já não sabia se me doia mais as pernas, se os braços ou os pulmões, mas foi cerrar os dentes e continuar a sofrer.

Nos últimos 50 metros acabaram por se definir as posições finais onde a minha falta de ponta final fez a diferença.

Terminei a prova em 7º lugar com um tempo de 4:55, sendo que nesta prova o nível subiu mais que o habitual.

Estou satisfeito por ver que depois de 2 semanas más em termos de prova o corpo finalmente respondeu melhor :)

E agora estão aí a chegar as férias...
Parecia que andei nas drogas (Foto de Armindo Santos)
Até ao próximo post, bons treinos e melhores corridas!

1 comentário: